SINDROME DOS BAQUICEFÁLICOS

Fig-2Mas o que pode ser isto?

É um conjunto de sintomas que podem aparecer em gatos que tem o ‘’focinho curto’’, como as raças persas, burmês, himalayo ou exóticos.

Os animais apresentam um intenso ruído respiratório e costumam roncar quando dormem. Estes animais costumam ter sinais de desconforto respiratório quando estão mais idosos ou obesos. Tem engasgos, espirros, tosse e ofegância.

Alguns animais exacerbam estes sintomas em dias muito quentes e podem apresentar até mesmo desmaios. O execício antes prazeroso passa a ser de grande incomodo ao animal. Todo o esforço que se faz para respirar pode também levar a sinais de comprometimento cardíaco.

São problemas causados pela conformação do aparelho cardio respiratório desses animais e muitos tem forte tendência genética para a síndrome.

Alguns cuidados ao escolher o filhote podem ajudar a não ter um animal com estes problemas. Uma característica que deve ser evitada é a narina muito estreita, como um ‘’risquinho’’ vertical. Na maioria das vezes o gene que determina esse afinamento da narina vem associado com o prolongamento do palato mole (céu da boca), causando mais dificuldade para respirar.

No verão o mais importante quando se tem animais dessas raças é ter cuidados com horários das brincadeiras e prestar atenção no calor excessivo. Em dias assim é preferível deixar as brincadeiras para bem cedo ou bem tarde.

Outro fator é manter o animal com o peso controlado.

Assim arriscamos menos a saúde do nosso mascote.

 

Por Dra. Luciana Sulzbach da Silva

fonte

groomingplace