RINOTRAQUEÍTE FELINA

É uma doença bastante conhecida entre os veterinários e famílias que possuem gatos em casa. Causada pelo vírus Herpesvírus, a doença afeta principalmente o sistema respiratório, e é fácil de ser identificada, porém o tratamento pode durar várias semanas e não ocorrer melhoras. O vírus apresenta variações. Infelizmente, a doença é comum e costuma afetar todos os felinos. O Herpesvírus, não é resistente ao ambiente ou a produtos de limpeza. Não costuma sobreviver a temperaturas maiores que 37ºC, porém pode resistir durante um mês em temperaturas inferiores a 25ºC. É uma enfermidade típica de gatos domésticos, porém em alguns casos os felinos selvagens podem ser contagiados.

Katzenschnupfen_Herpes

Transmissão

A transmissão do vírus é feita de forma direta, ou seja, por meio da secreção de outros animais que estejam contaminados. Existem casos, que a contaminação ocorre pelo ambiente, porém somente em locais de grande altitude. É possível também que uma felina, possa transmitir o vírus para seus filhotes.

O vírus adentra nos gatos por meio do sistema respiratório e ocular. Então, multiplica as células do trato respiratório, causando necrose multifocal epitelial. A progressão continua até afetar os neurônios sensoriais (responsáveis por receber estímulos).

Sintomas

  • Os sintomas costumam ocorrer cerca de vinte e quatro horas após o início da contaminação. Ocorrem espirros, febre, conjuntivite, ceratite (inflamação da córnea), simbléfaro, salivação e uma alta carga de secreção. Em alguns casos, pode-se desenvolver uma broncopneumonia. Em casos elevados da doença, é possível observar úlceras pelo corpo do felino.
  • Dentre as complicações, está a rinite crônica. Os animais costumam sofrer vários episódios da doença respiratória em um curto período de tempo.  Isso ocorre devido à destruição do epitélio nasal, e ação de bactérias secundárias, como por exemplo, Clamydophila felis e Staphylococcus.

Diagnóstico

Katzenschnupfen_Calici

Basicamente o diagnóstico é baseado pelos sintomas. Porém, em alguns casos é necessário fazer uma análise da secreção expelida pelos gatos. Também, é realizado um teste sanguíneo e biopsia para conclusão.

Tratamento

  • O tratamento é constituído em manter os felinos hidratados, já que os mesmos tendem a ficar dias sem comer ou ingerir água. A inalação é importante para tratar as secreções e aliviar a obstrução nasal.
  • Os antibióticos prescritos pelos veterinários são de grande importância. Pois, evita infecções secundárias.
  • Pomadas e colírios devem ser utilizados rapidamente caso o felino possua alguma ocorrência ocular. Isso evitará maiores complicações e até mesmo a cegueira.

Dicas de Prevenção

  • A doença costuma ser freqüente em filhotes, por esse motivo, animais adquiridos recentemente devem ser mantidos em isolamento por quarenta dias. A vacinação dos filhotes ocorre após a nova semana de vida. E após isso, deve ser aplicada anualmente. Esse é o melhor método para prevenção da doença.
  • Infelizmente, por ser decorrente do vírus herpes, assim como nos humanos não possuí ainda uma cura. Os episódios podem ocorrer diversas vezes, e devem ser tratados com urgência. Por ser uma doença comum em recém nascidos, evite que os mesmos tenham contato com outros animais. Afinal esta é uma das causas freqüentes de mortalidade.

WATERBOYsh

Seguindo as informações desse artigo, você saberá como lidar no caso de seu animal de estimação ser infectado. Boa Sorte!

fonte

enciclopets

Anúncios