BRITISH SHORTHAIR

british-shorthair-1Origem

O British Shorthair é descendente de gatos trazidos para a Grã-Bretanha pelos romanos que os cruzaram com gatos selvagens nativos. Mais tarde, foram cruzados com gatos persas para melhorar a espessura da pelagem e com Chartreux. A raça foi definida no século XIX.

Os British Shorthair foram mostrados pela 1ª vez na exposição de gatos em 1871 no Crystal Palace.

A popularidade da raça diminuiu em 1940, mas desde o fim da segunda guerra mundial que a sua popularidade tem vindo a aumentar, graças aos esforços genéticos para chegar ao seu aspeto atual: teddy bear com um excelente carácter.

Descrição da raça

Os British Shorthair têm casacos de pelúcia muito densos com quebras sobre os contornos do corpo do gato. Têm pelos curtos, firmes e resistentes; quando passamos a mão a acariciar no sentido contrário ao pelo, ficamos com a sensação de estarmos a tocar em veludo, o que contribui para a aparência de “Teddy Bear” (ursinho de peluche). Os olhos são redondos, grandes, muito abertos e cor de cobre. As bochechas são bem definidas e possui um sorriso permanente que lhe confere um ar irresistível: o “sorriso” do gato “Cheshire” de “Alice no País das Maravilhas” foi inspirado nesta raça.

Têm orelhas arredondadas e bem afastadas, cabeça grande e abobadada, bochechas redondas e um corpo arredondado e robusto. Os British Shorthair são grandes e musculados; peito largo; ombros e quadris bem definidos; pernas curtas, grandes e fortes; patas arredondadas e uma cauda bem peluda e arredondada na ponta.

É um gato de bom tamanho, sólido e maciço. Os machos desta raça são maiores que as fêmeas e a diferença de tamanho entre eles é mais evidente em relação a outras raças.

Tal como acontece com muitas raças, os adultos do sexo masculino também podem desenvolver uma proeminente bochecha que os distinguem dos gatos do sexo feminino.

O peso médio dos machos é de 8 a 10 kg; as fêmeas podem pesar entre 6 a 8kg.
O tempo de vida médio desta raça varia entre 14 a 20 anos.

Variedades

Podem-se encontrar British Shorthair de várias cores. Durante muitos anos a variante mais popular foi o azul e continua a ser uma das cores mais populares na raça, no entanto, há agora uma grande variedade de outras cores e variações de padrão aceites pela maioria das organizações de felinos. Estas incluem as cores: preto, branco, vermelho, creme, chocolate, canela, lilás, bem como colourpoint malhado, shadded em prata e ouro e padrões bicolor. Todas as cores e padrões aparecem no padrão tartaruga (combinação de vermelho e creme com outras cores).

Temperamento

O British Shorthair é uma raça tranquila. Tem um caráter estável e pode facilmente viver num apartamento. Não exige grande atenção, não é destrutivo ou hiperativo, embora seja brincalhão mesmo durante a idade adulta.

São calmos, inteligentes, educados, carinhosos, com uma boa relação com o dono, mesmo quando adultos brincam com muita frequência e entusiasmo, mas dificilmente sobem para cima de móveis ou trepam cortinas.

Gostam da proximidade dos donos sempre que querem ser acariciados. Têm tendência para seguir as pessoas de quarto em quarto, mas preferem permanecer no chão a maior parte do tempo. De temperamento calmo e doce faz com que sejam pacíficos e carinhosos com as pessoas e com os animais que os rodeiam, inclusive com cães.

Sereno e calmo, dificilmente é abalado ou perturbado, parece que nada o aborrece. São animais muito resistentes, com uma excelente capacidade de adaptação. É raro ouvirmos estes gatos miarem e quando o fazem é geralmente bem baixinho.

O British é um dos gatos mais fáceis de se conviver. Escolha excelente para uma família ocupada, que vai amá-lo e cuidar dele mas que não dispõe de horas de atenção para lhe dedicar.

Ao contrário das restantes raças de gatos, os British tendem a ser leais com toda a família em vez de se afeiçoarem apenas a um dos elementos.

Por causa da sua estrutura resistente, os homens são muitas vezes atraídos por este poderoso gato: “o perfeito gato do homem”. Um típico comentário masculino pode ser: “Este sim é um gato!”.

fonte

cradleofdream