ETERNOS INJUSTIÇADOS

Felinos – ETERNOS INJUSTIÇADOSgato olhos

Os animais são mais sensíveis do que a gente e precisam de muito cuidado

Infelizmente, os gatinhos são eternos injustiçados. Dizem que eles são traiçoeiros e dão azar. Mas nada disto é verdade. Derrube de vez esses mitos:

É mentira que os gatos…

 

1. Dão azar: Não se engane!

Gatos não possuem sete vidas! Por isso, não maltrate esses animais e denuncie na delegacia se souber de casos de crueldade contra eles! Pelo contrário! Sabia que no Egito Antigo eles eram tratados com honras reservadas aos faraós? Inclusive, adorava-se uma deusa (Bastet ou Bast), que tinha a cabeça de um gato preto! A sorte desses animais só mudou na Idade Média, quando os cultos pagãos que os envolviam se tornaram heresia. E os gatos, acusados de demoníacos pela Igreja Católica, passaram a ser perseguidos com suas donas, mulheres consideradas bruxas por não seguirem as regras impostas. Mas, por que os gatos pretos levaram a fama de dar azar? Porque os felinos cultivam hábitos noturnos e, à noite, como diz o ditado, todos os gatos são pardos.

2. Gostam da casa, não do dono:

Se fosse verdade, o número de donos de gatos nos Estados Unidos não teria ultrapassado o de pessoas com cachorros. E o Brasil segue o mesmo caminho, com a população de felinos com donos crescendo duas vezes mais do que a de cães. Gatos preservam seu instinto, mas isso não significa falta de amor. Se você tivesse sido resgatada da rua, também sentiria um carinho especial pelo lar onde mora, concorda?

3. Sempre caem em pé:

O equilíbrio e a coordenação dos gatos são insuperáveis. Mas eles não conseguem, por exemplo, se virar para aterrissar de pé, amortecendo o impacto, se a queda ocorrer de grandes alturas – acima do terceiro andar de um prédio, por exemplo. Nesses casos, costuma haver fratura nas patas da frente e no queixo, que também bate na superfície, além de sérias lesões na boca.

4. Transmitem toxoplasmose a gestantes:

Para isso acontecer, o animal precisa integrar o grupo dos gatos que têm o parasita (menos de 1% no mundo!) e a mulher grávida, colocar a mão suja de cocô do animal na boca, tendo se esquecido de limpar a caixa de areia por três dias. Corre-se muito mais risco de pegar a doença ao ingerir água e alimentos contaminados, principalmente verduras e carnes cruas. A culpa só sobrou para os gatos porque é neles que o parasita se reproduz, expelindo os ovinhos junto com suas fezes.

5. Precisam viver em liberdade:

No caos das grandes cidades, um macho não castrado com acesso à rua dificilmente vive mais que três anos. Os riscos vão desde pegar uma doença brigando com outros animais até morrer envenenado por um vizinho descontente com os cocôs frequentes no jardim.

6. Se alimentam de leite:

O homem é o único mamífero que toma leite na idade adulta. Fora dos desenhos animados, depois de desmamar, nenhum gato bebe leite. E ainda pode ter diarreia por causa da  intolerância à lactose! Eles são carnívoros e precisam de dieta rica em fibras, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais.

7. Teimosos, não aprendem nada:

Com paciência, carinho e alguma técnica, ensina-se muita coisa a um gato. A independência dos bichanos incomoda os humanos porque eles não se deixam seduzir tão facilmente quanto os cães.

8. Provocam asma em crianças:

Até agora ninguém conseguiu provar isso. O que os cientistas sabem é que pessoas asmáticas podem ter crises alérgicas em ambientes compartilhados com gatos, e que a substância que detona essas crises está na saliva do animal – e não no pelo, como muita gente acredita.

fonte

viabicho