ESCOVAÇÃO

gato-escovar-gato-bola-de-peloHá alguma técnica ou movimento específico para realizar a escovação dos pelos?
Quando a escovação é feita no sentido contrário do pêlo, a remoção da pelagem “morta”, aquela que está solta, é mais fácil. Após essa remoção, a escovação pode ser realizada no sentido do pêlo (para atender a questões estéticas).

Qual é a frequência ideal de escovação?
Isso depende do tipo de pelo que o gato tem. No Brasil, o gato sem raça definida de pêlo curto, o famoso vira-lata, é o mais comum. Ele exige apenas uma escovação por semana. Gatos de pêlo longo ou que vomitam bolas de pelo com frequência exigem escovações mais frequentes, podendo chegar a uma vez ao dia.

Há pentes de diversos materiais no mercado. Qual é o melhor material?
Gatos de pêlo curto podem ser escovados com escova comum ou pente fino, enquanto que os mais peludos podem ser escovados com rastelo. Deve-se tomar cuidado com esse material, que é constituído de cerdas de ferro que podem machucar o gato com a aplicação de muita força. Ele é o ideal para remover a pelagem solta, mas pode ser substituído por pente, caso o proprietário não se sinta seguro em usá-lo.

Com a escovação, quais problemas de saúde podem ser evitados?
Acúmulo de bolas de pelo, principalmente, mas os benefícios vão além disso. Ao escovar o gato, o proprietário mantém uma relação mais próxima com o bichano, pois a escovação é uma forma de expressar carinho e afeto. Além disso, o proprietário passa a observar a pele do gato com mais frequência, detectando possíveis doenças de pele precocemente.

É preciso ter algum cuidado especial com gatos de pêlo longo?
Apenas as escovações diárias.

E com gatos de pelo curto?
Não, os gatos de pelo curto demandam apenas escovações semanais.

Filhotes também devem ser escovados?
Sim, desde bem cedo. Sabe-se que o contato humano com filhotes logo após o nascimento evita agressões e medo na fase adulta. Um gatinho com 30 dias de vida já pode ser escovado, mas nesse caso o objetivo é apenas promover o contato físico com o gato, uma vez que a mamãe gata ainda o lambe nessa fase. E sempre é preciso ter muito cuidado e delicadeza com filhotes.

É natural sair muitos pêlos na escova?
Sim, mas pode variar de gato para gato. O que não é normal são falhas (buracos) na pelagem, que podem indicar doença de pele.

Como acostumar o gato a ser escovado?
Fazendo a escovação desde filhote, mas se o bichano foi adotado adulto, você pode começar com o seguinte passo-a-passo:

– Coloque um pano em cima de uma mesa ou superfície alta
– Atraia o gato com petiscos e faça ele subir nesse pano todos os dias (sempre use o mesmo pano)
– Por alguns dias apenas dê o petisco e depois guarde o pano. Não comece a escovação.
– Depois de acostumar o gato, não guarde o pano e comece a passar o pente, escova ou rastelo delicadamente nas costas do gato, que é o local em que ele mais gosta de ser acariciado
– Durante e depois da escovação, dê petiscos para premiar o bom comportamento do gato
– Passe a escovar o gato cada vez mais ao longo dos dias para que ele se acostume

O uso do pano é fundamental para que haja associação do cheiro desse pano com boas ações. Toda vez que ele sentir esse cheiro ficará mais aberto a manipulações.

Nunca se esqueça: para qualquer diagnóstico, procure um veterinário!

fonte

medicinafelina